O Shaolin Kung fu Garra de Águia Acrobático, mais do que uma arte marcial, é uma história de patriotismo e fidelidade aos seus ideais. Vamos conhecer um pouco dessa História…

 

Shaolin “Fan Tsi Eagle Claw” é uma série de técnicas de luta do tradicional kung-fu chinês. Esse estilo de kung-fu do norte foi desenvolvido e amplamente usado na China. Foi desenvolvido e usado pelo famoso general militar, Ngok Fei, para treinar seus soldados. Essa série de técnicas de luta é na maior parte composta do seguinte:

  • “JAU” (Agarrar)
  • “DA” (Golpear)
  • “KUM” (Pegar)
  • “NA” (Estrangular)
  • “FAN GUN” (Separar Tendões)
  • “CHO GWAT” (Deslocar as Articulações)
  • “DIM YUET” (Atingir Precisamente os Pontos de Pressão)
  • “BAAI HEY” (Parar de Respirar)
  • “SIM GIN” (Esquivar)
  • “TUN NOH” (Saltos e Usar a força do adversário).

O Garra de Águia tradicional é baseado em 3 formas fundamentais e eficientes:

  • Hahng Kuen Sahp Lo (AS 10 Seções do punho dominante)
  • Lin Kuen Ng Sahp(50 seções de punho combinado)
  • 108 Chin-Na (técnicas de chaves de juntas).

História

O kung-fu Garra de Águia foi criado na dinastia “Sung”. Esta popularidade, entretanto, só veio na dinastia “Ming”. O desenvolvimento histórico do kung- fu Garra de Águia é a seguinte: Um monge chamado Lai Chun, que foi um famoso praticante do estilo Fan Tsi (estilo acrobático),desenvolvera um interesse nas técnicas de Garra de Águia, por serem muito úteis e eficientes. Ele dedicou uma grande parte de sua vida treinando e improvisando as técnicas Fan Tsi e Garra de Águia que ele incorporou em uma nova série de técnicas de luta em um sistema único passando chamar-se, “Fan Tsi Eagle Claw ( Garra de Águia Acrobático).

Essas técnicas foram então passadas para um monge chamado Tao Chaig que passou para um monge chamado Fat Sing. Até esse período essas série de técnicas foi somente ensinada para monges budistas e então, essas técnicas não foram conhecidas por muitas pessoas. No final da dinastia “Ching”, um homem chamado Lau Si Chun, de Huibei herdou essa técnicas de luta de Fat Sing. Lau Si Chun passou 30 anos praticando aplicadamente. Ele tornou-se famoso em Beijing por causa de seu conhecimento e habilidade em “Shaolin Fan Tsi Eagle Claw”(Shaolin Garra de Águia Acrobático). Lau Si Chun também se especializou na técnica do “Daí Gong Gee” (bastão longo), por causa de sua performance notável nas velhas competições de kung-fu. Alguns anos mais tarde, ele passou toda sua técnica para seu sobrinho Lau Sing Yau. Lau Sing Yau então passou esse conhecimento para seu terceiro filho Lau Kai Man e seu sobrinho Chan Tsi Cheng. Lau Kan Man passou o kung-fu Garra de Águia para seu sobrinho Lau Fat Mang (7ª Geração dos Grãos Mestres).

Chan Tsi Cheng sucedeu em aprendizado todas essas técnicas do Garra de Águia. Por ele admirar a Associação Chin Woo, iniciada pelo Huo Yuen Já, Chan Tsi Cheng foi para Shanghai com Lau Fat Mang para juntar-se a Associação Chin Woo, e divulgar o conhecimento do kung-fu Garra de Águia lá. Lau Fat Mang era sobrinho de Lau Kai Man, então ele aprendeu de seu tio ainda muito jovem. Quando Lau chegou em Shanghai, a primeira coisa que ele fez foi ir para o escritório da Associação Chin Woo para ensinar lá . Nesta Associação, todos eram exigidos a saber as 10 formas básicas do Chin Woo. As 10 formas básicas eram: Tan Tui, Ko Le Kuen, Tuet Tchi Kuen, Um Fu Chen, Quan Yeung Quan, Pa Kua Tou, Tii Kuen, Da Gin Kqen, Sahp Gee Gin Kqen, Toa Kuen(Toy Chá). Após isto, eles poderiam aprender um dos 5 estilos de kung-fu ensinados naquela associação.

Em compasso, Lau torna-se assistente de Chan. Em 1924, a Associação Chin Woo abriu uma sede em Hong Kong. A associação queria enviar um professor da matriz em Shanghai para ir a Hong Kong para ensinar, Chan Tsi Cheng foi selecionado. Portanto, Lau Fat Mang permaneceu em Shanghai e tornou-se o professor chefe na Associação Chin Woo onde treinou muitos estudantes com sucesso. Dois anos depois e a Associação Chin woo abriu uma escola em Fut Shan, que esta localizada no sul. Lau Fat Mang foi enviado para essa escola.
Em 1929, Chan Tsi Cheng deixou Hong Kong e retornou para o nordeste da China, então a Associação Chin Woo em Hong Kong ficou sem professor de Garra de Águia, essa situação permitiu Lau Fat Mang ir para Hong Kong substituir Chan Tsi Cheng.

Quando Lau Fat Mang chegou em Hong Kong atraiu muitos estudantes. Entre eles estavam Ng Wai Nung(Professor do Mestre Shum Leung), Lee Zhan Mang e Lee Wang Hong. Lau Fat Mang era muito sério em seu trabalho e pacientemente trabalhava individualmente com seus estudantes. Neste período, existiam 3 mestres muito famosos do norte que ensinavam em Hong Kong eram: Kan Tak Hoi (Tai Shing Pek Kwar Moon, o Rei do Macaco), Yip Yue Ting (Mai Jung Low Han), e Lau Fat Mang (Garra de Águia).

Por esses 3 Mestres serem da mesma vila de Huibei e serem muito habilidosos em kung-fu, a comunidade Wushu nomeou-os de “Os 3 heróis de Huibei”, eles eram muito bons amigos, e estavam sempre juntos. Em 1931 Lau Fat Mang foi convidado para chefiar a Associação de artes marciais Jung Nam, onde Lau ensinou alguns anos.

Em 1933, Lau Fat Mang recebeu um convite para ser instrutor chefe pelo Exército Guang Dung. Ele aceitou o convite, não muito tempo depois, Lau Fat Mang abandonou os ensinamentos para militares e retornou para Hong Kong, onde ele abril a escola Lau Fat Mang de Garra de Águia. Logo após Lau Fat Mang abrir sua escola, os Japoneses invadiram a China.

Apesar de Lau Fat Mang ter muitos estudantes, e sendo ele um cidadão patriota, decidiu fechar sua escola e lutar pelo seu país. Ele lutou na linha de frente e foi o criador do 19º Regimento Armado, chamado “Daí Do” (Grande Espada). Lau Fat Mang continuou na linha de frente até o Japão se render. Após a guerra, Lau Fat Mang mudou-se para Guang Chou.

Em 1949, Lau Fat Mang mudou com sua família para Hong Kong. Ele continuou a ensinar e divulgar o kung-fu Garra de Águia. Neste período a união dos restaurantes Kowloong de Hong Kong convidou-o para representar o estilo de kung-fu do norte. Em 1954, Lau Fat Mang, Lee Jen Chen e Dong Ying Kit, foram convidados para julgar a 1ª competição de Lei Tai em Hong Kong, Macau. Um professor do estilo Garça Branca Chan Hut Fu, desafiou o Mestre Ng Tai Chi, Ng Goong Yee. Este evento foi muito excitante. Muitas estrelas famosas do cinema, e pessoas ricas, foram assistir. Durante este evento, Lau Fat Mang e Dong Ying Kit foram convidados a fazerem uma demonstração de luta, isso foi mais empolgante que a competição de Lai Tai, por serem esses 2 mestres muito famosos.

O dinheiro desse evento foi doado para instituições de caridade. Quando Lau Fat Mang retornou, ele ficou doente (Pneumonia), então ele foi para Chen Chao, uma ilha fora de Hong Kong. Por mais de dois meses ele permaneceu na cama até ele recuperar-se. Seu doutor recomendou que ele evitasse muito esforço e stress, então ele decidiu permanecer em casa e ensinar seus filhos as técnicas da Garra de Águia.

Também durante essa época, ele escreveu o livro Kung-Fu Shaolin Yen Jau Fan Tsi (Kung-Fu Shaolin Garra de Águia acrobático) e 108 técnicas de Chin-Na. Sua filha mais velha Lily Lau e seu irmão Francis Lau terminaram o livro demonstrando as técnicas em fotos. A jovem mulher que é mostrada no livro é a Grã mestra Lily Lau. Quando Lau Fat Mang sentiu que ele estava totalmente recuperado ele finalmente retornou para Hong Kong, após estar repousando por alguns anos. Lau Fat Mang ainda estava determinado a divulgar o conhecimento do kung-fu Garra de Águia. Então ele reativou sua escola em Kowloon Mong Kok, e foi aliado por muitos estudantes.

No dia 17 de março de 1964, Mestre Lau, faleceu com 62 anos. Ele iniciou sua jornada em Shanghai e viajou para o Sul quando tinha 22 anos. Ele divulgou as técnicas do Garra de Águia por quase sua vida inteira.

Apesar de Lau Fat Mang ter sido sobrinho de kung-fu de Chan Tsi Cheng, ele causou maior impacto por causa do tempo e esforço que colocou em desenvolvimento, divulgação e ensinamento de tudo o que aprendeu com o Garra de Águia. Não há dúvidas que ele, foi o Grão Mestre do Sul, por divulgar o estilo Garra de Águia além da região. Ninguém dominou seu estilo favorito “Joi Lok Tong”( forma do estilo Bêbado do Garra de Águia) tão bem como ele fazia.

Após a morte de mestre Lau, sua filha mais velha, Lily Lau consolida sua posição e tornou-se a 8ªgeração dos Grãos mestres de Garra de Águia. Portanto, determinada a continuar o sonho de seu pai, ela tem continuado por 37 anos, divulgando o kung-fu Garra de Águia. Grã mestra Lily Lau possui escolas pelo mundo, Estados Unidos, Porto Rico, Inglaterra, Hong Kong, Egito, Grécia, China e agora no Brasil. Mestre Lau viaja freqüentemente para essas escolas onde ela apresenta seminários anualmente.

A personalidade da Mestra Lau é tal que ela nunca reclama. Ela nunca se preocupa sobre o que ela receberá em retorno pelo seu esforço. Mestre Lau é aplicada em seu trabalho e esta focada no seu ultimo desejo, divulgar tanto mais o kung-fu no mundo quanto ela puder. Ela gostaria de um dia ver todas as artes marciais unidas. Atualmente, Mestra Lily Lau esta abrindo uma Sede na América Latina, em porto Rico. Ela quer continuar expandindo o verdadeiro Garra de Águia por toda América latina.